domingo, 27 de junho de 2010

Amar e ser amado.

Agora, pois, permanecem a fé, a esperança, o amor, estes três; mas o maior destes é o amor. I Coríntios 13:13.

   Amar e ser amado. Poucos tem esse privilégio. Mas porque poucos, se o amor foi feito para todos. Quando cedemos, quando deixamos de fazer a nossa vontade para fazer a vontade do outro, Deus está vendo o nosso sacrifício. Devemos dar sem esperar nada em troca. Quando você assiste um jogo de futebol porque ele pediu, você está cedendo a sua vontade de não assistir para poder assistir com ele. Isso é dar, sem pensar em receber nada em troca.

   Com isso, você pede para ele assistir um filme de romance. Ele irá ceder porque você cedeu primeiro. Isso é usar a sabedoria, sem precisar de discussão. É necessário ter paciência de ambas as partes. Tanto para quem é casado, quanto para quem está namorando. Paciência é uma das virtudes que todos temos que ter.

   Casamento é a união de duas pessoas completamente diferentes que só passam a se conhecer depois de casados. Quando se está namorando, nninguém se conhece direito, só depois de casados é que as diferenças aparecem e é preciso paciência para lidar com isso.

   Para tornar o casamento uma benção, só tem um jeito: O Selo. Mas o que é isso? Quando o homem e a mulher de Deus são nascidos de Deus e tem o Selo do Espírito Santo, é Ele que os guia, os orienta, dá sabedoria, instrui, enfim, coloca em nós virtudes que quando eram solteiros não tinham. Casais com o Espírito Santo, também passam por problemas, mas a diferença é que conseguem passar por várias situações e permanecem a cada dia mais firmes.

   Por isso, Deus dá muita importância para o casamento. E quer que nós levemos o casamento a sério. Quando se é solteira, cudamos da nossa vida espiritual, trabalhamos na obra, enfim, servimos ao Senhor e nos cuidamos. Depois de casadas, fazemos quase a mesma coisa, mas acrescenta-se tanto a vida da mulher quanto a do homem a pessoa que está ao seu lado. Antes era só um. Depois de casado, torna-se dois. E quando é um casamento que é de Deus, há lutas, mas com vitórias.

   Quem está só, prepare-se para quando ele vier, e para quem casou e fez um mal casamento, ore ao Senhor, peça para Deus transformar o seu marido, colocando nele o Caráter de Deus, e não desistam, Deus é conosco.

    Fique firme com Deus.

Um comentário:

Genilda Silva disse...

Gostei da postagem, principalmente na parte em que disse que só conhecemos uma ao outro depois do casamento.
Graças à Deus, eu tinha essa certeza em mente, porque muitas pessoas se frustram e pensam que com o passar do tempo o outro não vai mudar as atitudes, ou revelar realmente quem é.
É uma ilusão que desgasta muitos casamentos. Temos que compreender que estamos em constante mudança, e compreender as mudanças do outro é um ato de amor.