quinta-feira, 24 de junho de 2010

Casamento?

Tu te aproximaste no dia em que te invoquei; disseste: Não temas. Lamentações 3:57.

   Muitos fazem um compromisso de final de ano, desejando para si mesmos que no próximo ano será diferente. Estamos já no meio do ano e a vida de muitos ainda não mudou, por que será? Uns podem dizer que é por falta de fé, outros podem dizer que ainda não é o momento, enfim, cada um pode dizer algo a respeito disso.

   A maioria das pessoas desejam ser felizes no amor. Encontrar alguém que a faça feliz. Mas, para fazer alguém feliz, você tem que ser uma pessoa feliz. Encontrar alguém que te faça feliz é fácil, o difícil é fazer a si mesmo feliz. Muitos depositam no outro a esperança de que ele ou ela irá lhe fazer feliz, por isso acabam se decepcionando. Como irei fazer alguém feliz se sou uma pessoa infeliz?

   Deus fez o homem e a mulher, o homem para ser o provedor da casa e a mulher para ser a auxiliadora. Enquanto o marido provém o alimento a mulher cuida da casa e dos filhos. Muitas mulheres feministas desaprovam essa condição da mulher, sinto muito. Se as feministas soubessem que ser auxiliadora, cuidar da casa, dos filhos, do marido e trabalhar fora, se for o caso, é tudo o que a maioria delas querem ser e não são, cairiam duras no chão.

   O que faz uma auxiliadora? Uma mulher, que é nascida de Deus e solteira, cuida das suas coisas, como: trabalhar, ajudar em casa, seja com o salário ou arrumando a casa, e, se for obreira, ajudar na obra de Deus. A mulher solteira, um dia ela irá casar, então deve estar preparada para ser uma auxiliadora. É estar ao lado do marido, saber quando é o momento de falar, ajudar espiritualmente o marido. E para isso, é necessário estar bem espiritualmente.

   Por isso é necessário ser uma mulher de Deus. Muitas vezes, o marido estará fora de casa e você terá que resolver as coisas dentro de casa. Casamento é muito sério. Depois da vida espiritual, o casamento é muito importante aos olhos de Deus. É depois de casado que muitos conseguem desenvolver mais espiritualmente e em outras áreas, mas tudo começa com um bom casamento guiado por Deus.

   Falarei mais sobre casamento nos próximos posts. Casamento não é instituição falida, foi criado por Deus para um propósito, por isso, espere no Senhor, não se precipite, casar e separar diversas vezes é desgastante não só para você, mas para quem está do seu lado. Pense nisso.

   Fique firme com Deus.

Um comentário:

Adoradora de Cristo disse...

Olá Renata!

Que belíssimo texto! De facto, planeamos e sonhamos com o dia do casamento, mas tal como referiste, primeiramente precisamos aprender a sermos felizes. Essa felicidade é baseada na comunhão intima com Deus - Só Ele nos satisfaz a 100% Se não tivermos nada de bom em nós, como poderemos oferecer algo de bom no casamento? O casamento exige uma renuncia e uma entrega da nossa parte. Envolve serviço que revela amor. O alvo é fazer o outro feliz e não satisfazer as nossas próprias necessidades quer físicas ou emocionais. Isso virá consequentemente. Deus tem o melhor para cada uma das sua princesas e príncipes. Aguardemos com perseverança, fé e paciência. Até lá, sejamos como a rainha Ester que
foi treinada para ser uma mulher virtuosa! Beijinhos

Convido-te a visitares o meu blog:
Retrato Beleza Feminina
http://retratobelezafeminina.blogspot.com

e:

http://tribojesus.blogspot.com